Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
Publicidade
Publicações
12/05/2019 10:42
Nocaute selvagem de Bate-Estaca compensa Anderson Silva e Zé Aldo
Esporte News

Do R7
COSME RÍMOLI

 

Jéssica Bate-Estaca conseguiu o cinturão de forma empolgante. Salvou o UFC 237. Anderson Silva e Zé Aldo foram decepcionantes. Facilmente derrotados

O nocaute brutal que deu o cinturão para Jéssica Bate-Estaca

O nocaute brutal que deu o cinturão para Jéssica Bate-Estaca
UFC

São Paulo, Brasil

Quando, aos dois minutos e cinquenta e oito segundos, Jéssica Andrade levantou Rose Namajunas e girou o corpo da norte-americana no ar, fazendo com que ela caísse com todo seu peso na nuca, o nocaute foi brutal.

Um dos mais impressionantes da história do UFC.

Rose perdeu os sentidos.

E Jéssica mostrava o porque do seu apelido Bate-Estaca. Esse é o nome do golpe que salvou não só uma noite que parecia lastimável para o MMA brasileiro, no UFC 237.

Mas demonstrou o poder das mulheres brasileiras.

Os homens que já marcaram a história do UFC, agora não têm qualquer cinturão. Já as mulheres, de quatro cinturões, possuem três.

Amanda Nunes tem dois.

O dos penas e o dos galos.

E o palha agora é de Jéssica Bate-Estaca, com direito a bônus de R$ 395 mil, pela melhor luta do evento.

Mais do que merecido.

A luta valendo o cinturão foi espetacular, vibrante, cheia de alternativas. Rose Namajunas é muito técnica, veloz. E tem oito centímetros a mais que Jéssica. 1m65 contra 1m57 da paranaense.

No primeiro round ela fez valer a estatura, desferindo jabs, diretos e cruzados na brasileira. Conseguiu dar um knockdown, derrubando Jéssica com um potente direto.

A torcida brasileira na Jeunesse Arena ficou estarrecida, estava traumatizada pelas derrotas nas lutas anteriores de Anderson Silva, José Aldo, Thiago Pitbull e Bethe Correia.

Mas com Jéssica foi diferente. Ela já havia tentado surpreender a norte-americana duas vezes no primeiro round, com o golpe que a consagrou.

Rose conseguiu na segunda vez travar o braço direto da paranaense. Suspense, tensão na arena. Jéssica escapou por pouco.

O primeiro assalto foi da então campeã.

O segundo começava da mesma maneira. Com Rose acertando jabs, mostrando sua superioridade imposta pela técnica e envergadura.

Mas ela não esperava pela brutalidade pura.

Aos 2m58 segundos, Jéssica usou o golpe que a desclassificou da primeira disputa de título, ainda amadora, no jiu-jitsu. Ela levantou a adversária, girou seu tronco e fez com que ela caísse de cabeça no tatame. Golpe inválido que lhe tirou a medalha de campeã.

Mas nas regras do mma, o golpe é permitido.

Jéssica é baixa, mas troncuda, muito forte.

A brasileira foi contra a lógica, já que havia tentado duas vezes o golpe. Só que mesmo prevenida, a campeã não conseguiu evitar flutuar no ar.

E cair com a nuca no piso do octógono.

Namajunas já caiu nocauteada. Mas Jéssica foi conferir, aplicou mais alguns socos e Rose perdeu de vez os sentidos e o cinturão.

"Eu voltei muito consciente do que eu tinha que fazer no segundo round. Ela voltou mais lenta e eu dei um bate-estaca. Eu nunca dei um bate-estaca na minha vida (no UFC, evidente, não ganhou o apelido à toa). Precisou de muita dedicação, mas hoje deu certo", disse a nova campeã.

A vibração por parte do público brasileiro na arena foi de euforia.

E alívio.

Porque nas outras quatro lutas principais só derrotas brasileiras

A começar pelo co-main event.

Os chutes de Cannonier destruíram o joelho direito de Anderson Silva

Os chutes de Cannonier destruíram o joelho direito de Anderson Silva
UFC

Anderson Silva deu mais um passo decisivo para a aposentadoria.

Ele é uma lenda do UFC. Foi campeão por seis anos dos médios. Poderia ter sido pelo menos mais um, se não tivesse se deixado levar pela obrigação de dar show contra o limitado Chris Weidman.

No Rio, ontem, ele enfrentou um lutador forte, voluntarioso. Mas absolutamente previsível: o norte-americano Jared Cannonier.

Na sua carreira de altos e baixos, Cannonier ainda avisou o que faria. Disse que o caminho para 'acabar' com Anderson Silva eram os chutes.

O brasileiro entrou para o octógono com o aval de uma carreira brilhante. Mas, melhor do que ninguém, ele sabe que tem 44 anos. E que os reflexos não são os mesmos. A explosão muscular, a velocidade, a resistência. Tudo piorou muito.

E o que se viu foi um lutador lento, sem movimentação, parado diante do truculento Cannonier. O norte-americano apenas cumpriu seu plano que havia anunciado.

Enquanto ameaçava a trocação, usava, na verdade, seus jabs para distrair Anderson.  O que queria era os chutes poderosíssimos no joelho direito do brasileiro.

Faltavam reflexos para fugir das pancadas.

Foram quatro chutes poderosíssimos.

No quarto deles, os meniscos de Anderson não aguentaram.

O lutador desabou no octógono.

Estava nocauteado, aos 4 minutos e 41 segundos do primeiro round.

Um balde de água gelada na torcida.

"Desculpa, galera. Nos treinos eu já estava com o joelho machucado. Não deu para segurar. Desculpa. Desculpa. Desculpa", disse, envergonhado, o veterano, que deixa claro que o lutador excepcional que foi não existe mais.

O futuro de Anderson no UFC é incerto.

Ele já está milionário.

E não consegue se impor diante dos top 10 da nova geração dos médios.

A outra enorme decepção foi José Aldo.

Ele também está longe do seu auge.

José Aldo sem motivação, lento, cansado. Triste derrota para Volkanovski

José Aldo sem motivação, lento, cansado. Triste derrota para Volkanovski
UFC

O manaura vive repetindo que só pensa na aposentadoria do UFC. Quer abandonar o mma para lutar boxe.

E nesse caminho, infelizmente, abandonou uma de suas grandes armas na carreira. Os chutes. Ele simplesmente os esqueceu diante de Alexander Volkanovski.

O plano de luta do australiano foi amarrar a luta, travar o brasileiro. Bater, acumular pontos, e sair da linha da trocação. Com preparo físico excepcional, ele foi minando José Aldo.

De maneira muito estranha, o brasileiro que era número um dos penas, foi cansando. E não conseguindo reagir.

Volkanovski venceu com mérito, de forma unânime, os três rounds.

A decepção ficou porque José Aldo se vencesse, poderia ter uma terceira chance de enfrentar o campeão Max Holloway.

Agora pode cuidar da aposentadoria do UFC.

E lutar boxe, como tanto deseja.

Parece desencatado com o mma.

Perdeu o brilho nos olhos, a motivação.

Thiago Pitbull e Bethe Correia foram derrotados no restante do card principal.

O cearense pelo promissor argentino Laureano Staropoli por pontos, de maneira unânime, na categoria meio-médio.

Pitbull também demonstrou ter perdido a explosão muscular que o caracterizava.

E Bethe perdeu a luta para a mexicana Irene Aldana. Ao tentar derrubar Aldana de forma 'cantada' e estabanada, a brasileira acabou finalizada. Os dois anos e meio que ficou fora do octógono pesaram contra Correia.

Jéssica salvou a noite. Os grandes nomes brasileiros decepcionaram

Jéssica salvou a noite. Os grandes nomes brasileiros decepcionaram
UFC

Ainda no card premilinar, o veterano Rodrigo Minotouro não aguentou mais do que dois minutos e sete segundos com o norte-americano Ryan Spann. Depois de escapar de um katagatame, Minotouro não suportou a trocação franca.

E um uppercut encerrou a luta, com um triste nocaute.

Ou seja, Jéssica Bata-Estaca salvou a noite.

Tirou o Brasil da desilusão...

Veja também:
Barça oferece Coutinho, Dembélé e 40 mi euros por Neymar, diz jornal
Griezmann no Barcelona. Neymar nunca esteve tão inseguro
F1 – Hamilton comanda mais uma dobradinha da Mercedes na Inglaterra
F1 – Vettel não quer GP “extravagante” em Londres
F1 – Bottas supera Hamilton e faz a pole em Silverstone
Federer supera Nadal na semi e fará final em Wimbledon contra Djokovic
Palmeiras vence Inter em jogo de ida e sai na frente por vaga na semi da Copa do Brasil
Ginasta Luís Porto conquista quinta medalha brasileira na Universíade
Brasil vence Peru e faz as pazes com torcida com título da Copa América
Estados Unidos conquistam Copa do Mundo feminina pela quarta vez
Messi fala em 'corrupção' na Copa América; Conmebol responde
Expulso em jogo, Messi não participa de cerimônia de premiação
Argentina e Chile disputam terceiro lugar da Copa América
Suecas e inglesas mostram motivação para lutar pelo 3º lugar da Copa
Brasil vence a Argentina por 2 a 0 e passa para final da Copa América
Em clássico para 'salvar' Copa América, Brasil encara Argentina para ir à final
Brasileiras apitam semifinal entre Inglaterra e EUA na Copa do Mundo
Verstappen vence GP da Áustria com sequência de ultrapassagens
Brasil e Argentina decidem nesta terça vaga na final da Copa América
Peru surpreende, elimina Uruguai nos pênaltis e vai às semifinais
Holanda domina a Itália, vence e vai às semifinais da Copa
Taça Brasil de Clubes e Copa Assomasul de Futebol Amador movimentam interior no final de semana
PSG está disposto a reduzir em R$ 342 milhões o preço de Neymar
Copa América: Brasil vence Paraguai nos pênaltis e vai à semi
Brasil e Paraguai abrem hoje quartas de final da Copa América
Itália vence China e avança para oitavas da Copa do Mundo
Brasil pega o Paraguai nas quartas de final da Copa América
'Schumacher continua lutando', afirma amigo e ex-chefe Jean Todt
Brasil perde para França e dá adeus à Copa do Mundo
Brasil joga contra a França na Copa do Mundo feminina neste domingo
Brasil joga bem, anima a torcida e goleia o Peru
Equipe de MS precisa da vitória para continuar na Copa do Brasil
Brasil tem histórico negativo nos duelos contra a França no feminino
F1 – Dupla da McLaren comemora boa sexta-feira de treinos na França
Neymar posta foto com Benzema e alimenta rumores de saída do PSG
Fernando Torres anuncia aposentadoria do futebol
Copa América: Uruguai e Japão empatam em jogo movimentado
Brasil enfrenta França nas oitavas de final do Mundial Feminino
Messi marca, mas Argentina fica no 1x1 com o Paraguai na Copa América
Estadual de vôlei reúne 19 equipes e 44 jogos durante ‘feriadão’ na Capital
Copa América: Brasil empata sem gols com Venezuela
Brasil vence a Itália e se classifica para as oitavas de final
Andressa Alves sente lesão na coxa e está fora da Copa do Mundo
Andressinha: conheça a substituta de Formiga na decisão do Mundial
Palmeiras disputará Florida Cup pela primeira vez em janeiro de 2020
Copa América: Uruguai estreia com vitória; Paraguai e Catar empatam
Colômbia vence Argentina por 2 x 0 na estreia na Copa América
Brasil estreia na Copa América com vitória de 3 a 0 contra Bolívia
Tite relata papo com Neymar e diz que nunca gostaria de ficar sem ele
Brasil estreia hoje na Copa América contra a Bolívia
Brasil enfrenta a Austrália na segunda rodada da Copa feminina
Com Messi, Argentina faz primeiro treino no Brasil para Copa América
Valor de mercado de Neymar cai R$ 227 milhões, aponta estudo
Quarto dia da Copa feminina marca estreia de Argentina e Japão
Brasil vence Jamaica por 3 a 0 na estreia da Copa do Mundo feminina
Copa do Mundo Feminina: Brasil vai a campo neste domingo sem Marta
Futebol Feminino tem dia de campeãs e estreante na Copa do Mundo
Felipe Anderson visita o Santos, ganha camisa e projeta voltar ao time no futuro
Atlético-MG vira sobre o Santos e avança na Copa do Brasil
Entorse no tornozelo tira Neymar da Copa América
Ruptura de ligamento no tornozelo tira Neymar da Copa América
Flamengo vence Corinthians e avança às quartas da Copa do Brasil
Escândalo! Time espanhol faz festa por acesso com stripper no vestiário
Após classificação, Everton indica saída do Grêmio: 'Dever cumprido'
Com atraso, Messi se apresenta aos treinos da Argentina para a Copa América
Domingo com corrida e feira de saúde atrai 1,5 mil participantes
F1 – Hamilton suporta pressão de Verstappen e vence em Mônaco
F1 – Hamilton conquista a pole position em Mônaco
São Paulo deve ter reforços para clássico contra o Corinthians pelo Brasileirão
Andrés torceu pelo Palmeiras contra a Globo. Pelo fim de 'Itaquerão'
Corinthians distribui comida para jogadores do Deportivo Lara
Seleção brasileira inicia hoje preparação para a Copa América
Sara Carbonero retirou tumor maligno dias após infarto de Casillas
Muro da sede do Flamengo na Gávea amanhece pichado por torcedores
Atacante Marcinho dá show e Fortaleza ganha de virada da Chape
Cássio segura vitória do Corinthians sobre o Athletico-PR no Brasileiro
Corinthians faz parceria com ESPM e estudantes poderão participar da TV do clube
Atlético-MG aposta na volta de Cazares para melhorar produção ofensiva
Palmeiras, de Felipão, e Santos, de Sampaoli, duelam pela liderança do Brasileiro
Sul-mato-grossenses disputam Torneio da Liga paulista de tênis
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.