Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
Publicidade
Publicações
14/05/2019 18:16
Guedes fala sobre situação fiscal do país e cita expressão 'fundo do poço'
Política

Estadão Agência Estado por Agência Estado

Ministro afirma que cenário fiscal pode melhorar com questões como a cessão onerosa e as reformas, o que levaria a uma revisão das metas fiscais

O ministro da Educação, Paulo Guedes
O ministro da Educação, Paulo Guedes
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados - 14.5.2019

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (14) que o governo "não vai vender falsas esperanças" em relação à situação fiscal difícil que o País enfrenta. "Não adianta achar que vamos crescer 3%, a realidade é que estamos no fundo do poço", afirmou.

Em audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, Guedes disse que o governo trabalha com transparência e corrige previsões relacionadas à economia rapidamente.

Mais cedo, Guedes chegou a dizer que a previsão para o crescimento do PIB "já está em 1,5%" e o secretário da Fazenda, Waldery Rodrigues, completou que a previsão oficial, hoje em 2,2%, será reduzida.

O ministro disse, no entanto, que o cenário fiscal pode melhorar com questões como a cessão onerosa e as reformas, o que levaria a uma revisão das metas fiscais "muito proximamente".

Em relação à reforma tributária, Guedes disse que quer simplificar e reduzir alíquotas para aumentar a base de pagantes e cortar subsídios. "O objetivo da reforma tributária é que todos paguem para pagar menos", completou.

Com um projeto de crédito suplementar de R$ 248 bilhões para cumprir a regra de ouro tramitando no Congresso Nacional, o ministro afirmou que o governo pode aperfeiçoar a norma, que proíbe que o Executivo se endivide para pagar receitas correntes. "O pedido de crédito suplementar revela a indisciplina do governo", concluiu.

Privatização de estatais

Guedes disse ainda que houve desvio "enorme" do papel das empresas estatais e defendeu a privatização delas, ponderando que o presidente Jair Bolsonaro tem reticências com algumas. "Houve um desvio terrível. As estatais quebraram. Não foram só os Correios. Quebraram também os Postalis (fundo de pensão dos Correios). Cem mil carteiros estão sem receber suas aposentadorias", afirmou.

O ministro mencionou a Petrobras e seu fundo de pensão, Petros, e também o Portus, fundo de pensão dos funcionários do Porto de Santos. "É um problema atrás do outro. A conta está chegando. São bilhões chegando."

Recursos para a Educação

Ele ainda disse que o governo considera redirecionar recursos de multas pagas pela Petrobras por conta da Operação Lava Jato para a educação. Em audiência na CMO, Guedes reforçou que o contingenciamento total no orçamento da educação foi de 3,5%. Das despesas discricionárias, no entanto, foram cortadas cerca de 30%.

Guedes comentou também o projeto de reajuste dos militares, e ressaltou que a contribuição da categoria para a Previdência será maior do que os eventuais aumentos. "Os militares se consideraram deixados pra trás do ponto de vista de carreiras desde a redemocratização. Mas fomos muito claros com militares e com o presidente (Jair Bolsonaro) de que todos têm que colaborar", completou.

Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Fonte: Do R7

Veja também:
Governo altera decreto de armas e proíbe que cidadão porte fuzil
Câmara aprova bagagem grátis e 100% de capital de fora em aéreas
Governo está reavaliando decreto de armas, diz Planalto
Deputado vai processar Maria do Rosário no Conselho de Ética
Corte de serviços essenciais nas vésperas de fins de semana e feriados pode ser proibida
Marquinhos vai a Brasília em busca de R$ 72 milhões para asfalto e drenagem
Deputados devem votar cinco projetos na sessão ordinária desta terça-feira
Empresa investigada vai receber mais de R$ 300 mil para fornecer rádios
Governador Reinaldo Azambuja vai à Brasília para debater diretrizes do FCO
Bolsonaro sanciona projeto que anistia partidos políticos
Câmara e Senado devem aprovar reforma em 60 dias, diz Guedes
Estão fazendo esculacho em cima do meu filho, diz Bolsonaro
Com ausência de Bolsonaro e Mourão, Maia assume Presidência
Deputados devem votar três projetos na sessão ordinária desta quinta-feira
Secretaria de Infraestrutura elenca prioridades da gestão
Relator da reforma tributária apresenta parecer favorável na CCJ
CCJ aprova PEC que proíbe governo de editar MP sobre educação
Ciro chama Lula de 'enganador profissional' e 'defunto eleitoral'
Deputados devem votar cinco matérias na Ordem do Dia desta terça-feira
Bolsonaro embarca para os EUA nesta terça-feira
Bernal ataca correligionários e abre crise no PP
Bolsonaro diz que governo vai corrigir tabela do Imposto de Renda
Reforço e ampliação do DOF custará R$ 31 milhões
Presidentes lançam pedra fundamental da segunda ponte Brasil-Paraguai
Governo do Estado defende isenção das custas de cartório para beneficiários da reforma agraria
Sobre Simone em Ministério, Trutis diz que confia nas escolhas de Bolsonaro
Nelsinho e Simone votaram diferente sobre tirar Coaf de Sérgio Moro
Deputados comemoram liberação de porte de armas para políticos
Comissão vota para retirar Coaf do comando de Sérgio Moro
Deputados analisam dois vetos de Reinaldo e três projetos nesta quinta-feira
Governador cobra do Ministério da Integração liberação de projeto para rodovia Sul-Fronteira
Decreto sobre uso de armas amplia porte para deputados e jornalistas
Decreto de Bolsonaro permite porte de armas a jornalistas e políticos
Senado aprova em 1º turno PEC sobre pequenos municípios
Agenda: Reinaldo, Bolsonaro e pacto federativo
Procuradoria pede prisão preventiva de Temer no inquérito dos Portos
Riedel diz aguardar avaliação no final de maio para definir reajuste dos servidores
Damares apresenta a Moro proposta para agravar pena de abuso sexual
Bolsonaro confirma aumento de validade da carteira de motorista
Senado pede reciprocidade da Câmara na votação de propostas
Trutis promete "partir para cima" de vereador de Campo Grande; veja o vídeo
Em Maracaju, governador autoriza obra de asfalto e participa da Festa da Linguiça
Ameaça de deputado do PSL a vereador pode virar caso de policía no MS
Deputados votam criação de fundo com investimento mínimo em esportes em MS
Governador é homenageado com Gran Colar da Academia Feminina de Letras e Artes de Mato Grosso do Sul
Bolsonaro diz não considerar movimento de Guaidó derrotado
Governo confirma que 25 militares venezuelanos pediram asilo ao Brasil
Aprovado Programa de Atualização do Cadastro das propriedades e Estoque de Bovinos e Bubalinos de MS
Bolsonaro reúne ministros para tratar da Venezuela
Maia quer aprovar reforma da Previdência na Câmara em dois meses
Bolsonaro quer acabar com pena a produtor que atirar em invasor
PF faz buscas na sede do PSL em MG por campanhas suspeitas em 2018
Governadores do Sul e Sudeste defendem Reforma da Previdência
Linha de publicidade do governo mudou, diz Bolsonaro
Bolsonaro autoriza estudo para privatização dos Correios
Reforma da Previdência tem pontos "natimortos", avalia deputado
De saída do PP, vereador sinaliza ida ao PSD por afinidade com Marquinhos
Prefeitura segue acima do limite e reajuste de servidores fica comprometido
Passos assume Conselho de Procuradores com foco no protagonismo do MP
Deputados devem votar cinco projetos na sessão ordinária desta quinta-feira
Deputado Renato Câmara pede apoio de ministra contra normativa que prejudica 8 mil produtores de mandioca
Nelsinho Trad quer ampliação do sinal de internet e telefonia móvel em MS
Reinaldo Azambuja busca ministérios para defender pauta do Fórum dos Governadores
Após fim de oitivas, comissões preparam parecer sobre vereadores que podem ser cassados
CNI/Ibope aponta que 35% avaliam governo Bolsonaro como ótimo ou bom
Após de impasse, projeto do MPMS volta à pauta da Assembleia nesta quarta
Vereadores voltam a discutir por horário da vacinação
Secretário diz estar animado com acordo para votar reforma hoje
Reinaldo cumpre compromisso e leva asfalto aos distritos de Jaraguari
Detido em presídio, ex-nomeado da Segov teria usado telefone oficial da PM
Bolsonaro: invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo
Moro: governo vai liderar projeto para mudar tradição da impunidade
Toffoli e Moraes ficam isolados ao defender inquérito
CCJ retoma votação do parecer da reforma da Previdência
Bolsonaro não quer e não pode intervir em preços, diz porta-voz
Operação Negócio de Família prendeu quatro por peculato e fraude em licitações
Reforma da Previdência: Marinho diz que mais pobres têm pressa
Governo cria crédito de R$ 500 mi a caminhoneiro e põe R$ 2 bi em obra
Votação da reforma da Previdência na CCJ fica para a próxima semana
Deputados do PSL chegam antes das 7h para garantir prioridade na CCJ
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.