Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
Publicidade
Publicações
10/07/2019 22:21
Emocionado, Maia agradece votação expressiva na reforma da Previdência
Brasil

Agência Brasil
Por Heloisa Cristaldo e Wellton Máximo - Repórteres da Agência Brasil  Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante comemoração da aprovação do  texto-base da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebem/Agência Brasil

Em tom de desabafo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a aprovação do texto-base proposta da reforma da Previdência (PEC 6/19) na noite desta quarta-feira (10) é um “momento histórico” para os que apoiam e os que não apoiam a proposta. Responsável pela condução da aprovação da reforma, Maia fez um discurso emocionado, que durou 16 minutos, no qual agradeceu aos líderes partidários e destacou trechos da proposta.

 “Todos nós falamos muito em combater privilégios, e o nosso sistema previdenciário e de assistência comete um dos maiores erros que um sistema pode cometer, porque o nosso sistema previdenciário, como é deficitário, coloca o Brasil em uma realidade muito dura. Para cada idoso abaixo da linha da pobreza, nós temos cinco crianças, e estas reformas vêm no intuito de reduzir desigualdades, e esse é o objetivo de todos os parlamentares aqui presentes”, afirmou. 

A expressiva votação com que a proposta foi aprovada – 379 a 131 – foi capitaneada por Rodrigo Maia. Apesar da tendência de aprovação da matéria, mapeamento de votos realizado pelo governo indicava que seriam 330 os votos favoráveis, pouco acima dos 308 necessários para aprovação de proposta de emenda à Constituição. O deputado foi às lágrimas quando o líder do PSL, Delegado Waldir (GO), pediu aplausos a Maia por sua condução na apreciação da matéria.

“Quando nós construímos um texto, ele não é o texto dos sonhos de cada um de nós. Eu não defendo a [regra] de transição nem dos servidores públicos, nem dos professores, nem para a Polícia Federal. Mas existem muitos representantes dos servidores públicos aqui, e alguma transição foi construída. Ela mantém alguns benefícios em relação aos brasileiros que não conseguem completar nem 15 anos de contribuição e que se aposentam com mais de 65 anos hoje – antes da reforma”, ressaltou Maia.

Ao apontar as despesas públicas como o primeiro “monstro” a ser enfrentado, Maia criticou a iniciativa privada destacando que o setor recebe do Estado R$ 400 bilhões em renúncias fiscais e não gera o retorno esperado, tanto em eficiência quanto em empregos.

"Quem fala em reduzir impostos hoje, não está falando a verdade. Nós temos que primeiro enfrentar esse 'monstro' que são as despesas públicas – que são concentradas em poucas corporações públicas e privadas. O setor privado também tem responsabilidade porque leva R$ 400 bilhões por ano [em renúncias fiscais], muitas vezes sem eficiência na sua empresa e sem gerar empregos para os brasileiros. Não é só o serviço público que é responsável”, afirmou.

Maia também defendeu o Congresso e o chamado centrão, grupo de partidos de centro, que tem sido criticado em manifestações de apoio à reforma da Previdência pelo Brasil. Para Rodrigo Maia, o Parlamento brasileiro recuperou seu papel institucional, que não tinha há muitos anos.  

“O centrão, essa coisa que ninguém sabe o que é, mas é do mal. Mas é o centrão que está fazendo a reforma da Previdência, são esses partidos que se dizem do centrão. Eu tenho muito orgulho de presidir a Câmara e de ter a confiança dos líderes, não só daqueles que pensam como eu penso, mas daqueles que pensam de forma distinta da que eu penso. Essa relação de confiança é que faz o Parlamento de hoje ter um protagonismo que não tem há muitos anos, e nós não podemos perder a oportunidade, sem interesse de tirar nenhum poder do presidente da República, sem tirar nenhuma prerrogativa do presidente da República”, disse. 

Aprovação

Depois de oito horas de debates, o plenário da Câmara aprovou, em primeiro turno, o texto principal da reforma da Previdência. A proposta teve 379 votos a favor e 131, contra. A expectativa de Rodrigo Maia é que a Casa conclua a votação, em segundo turno, até sábado (13) de manhã.

Edição: Nádia Franco

Veja também:
Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,28% em 2019
Irmã Dulce se torna santa; canonização reconhece trabalho social
Irmã Dulce será reconhecida como santa neste domingo
Bolsonaro: petróleo pode ter sido despejado "criminosamente"
Câmara faz homenagem aos 103 anos de nascimento de Ulysses Guimarães
Moro diz não ver problema com fiscalização de ações policiais
Bolsonaro critica disque-denúncia contra Força Nacional
Plenário do Senado aprova texto-base da reforma da Previdência
Após adiamento, Senado deve votar reforma da Previdência nesta terça
PF fez operação de busca e apreensão na casa e escritório de Janot
No Dia Nacional dos Surdos, governo lança o projeto Libras Gov
Bolsonaro assina nomeação de Augusto Aras na PGR
Bolsonaro viaja aos EUA onde participará da Assembleia Geral da ONU
Bolsonaro sanciona MP da Liberdade Econômica
Não há risco de Bolsonaro cancelar viagem aos EUA, diz ministro
Sobe para 14 número de mortes em incêndio no Hospital Badim
Morre 13ª vítima de incêndio em hospital no Rio
Mourão se reúne com empresários brasileiros e alemães em Natal
Bolsonaro lista no Twitter medidas recentes do governo
Médico de Bolsonaro fará esta noite avaliação da alimentação
Incêndio em hospital no Rio deixa pelo menos dez mortos
Bolsonaro tem melhora e deve reassumir Presidência amanhã
Bolsonaro faz caminhada pelo corredor do hospital
Mourão diz que guerra econômica entre China e EUA afeta o Brasil
Cirurgia para correção de hérnia de Bolsonaro foi bem-sucedida
Bolsonaro passa por nova cirurgia, para correção de hérnia
Analfabetismo resiste no Brasil e no mundo do século 21
Presidente e ministros acompanham desfile cívico militar em Brasília
Para estimular economia, começa nesta sexta a Semana do Brasil
Procuradores da Lava Jato na PGR deixam operação
Bolsonaro vai se licenciar por três dias do cargo para cirurgia
Senado já tem mais de 300 emendas ao texto da reforma da Previdência
Bolsonaro: "vou comparecer à ONU nem que seja de cadeira de rodas"
Bolsonaro lamenta derrubada de veto a pena mais dura para fake news
Mourão diz que objetivo principal do governo é a reforma tributária
Bolsonaro diz que vai vetar trechos da Lei de Abuso de Autoridade
Decisão do STF pode anular condenações da Lava Jato, diz força-tarefa
Bolsonaro se reúne com governadores da Amazônia Legal
Situação na Amazônia não está fora de controle, diz ministro da Defesa
Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil
Bolsonaro alerta para guerra da informação
Amazônia brasileira está segura, diz Mourão
Itamaraty usa dados da era Lula para defender Brasil de críticas sobre desmatamento
Alcolumbre pede agilidade para aprovação de novo pacto federativo
Moro: governo está atento a projetos que cerceiem atividade policial
Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep
Bolsonaro avalia indicações para PGR
Bolsonaro diz que Brasil vai vencer a crise econômica mundial
Brasil deixa Mercosul, caso Argentina "crie problema", diz Bolsonaro
Bolsonaro participa de evento de promoção de generais do Exército
Câmara rejeita todos destaques e aprova reforma da Previdência
Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência por 370 votos a 124
Votação da reforma da Previdência em segundo turno deve começar hoje
Bolsonaro lamenta atentados nos Estados Unidos
Governo reduz a zero alíquota sobre diversos bens de capital
Contrato de concessão da Ferrovia Norte-Sul é assinado em Anápolis
Bolsonaro: "pretendo respeitar a Lei da Anistia"
Bolsonaro a líder da OAB: 'posso contar como o pai dele desapareceu'
Bolsonaro fala em 'cana' para jornalista Glenn Greenwald
Bolsonaro: decisão de saques do FGTS foi tomada em interesse do povo
Ministério diz que celular de Bolsonaro foi alvo de ataque hacker
'Somos todos paraíbas', diz Bolsonaro em inauguração na Bahia
Bolsonaro critica ausência de PM em inauguração de aeroporto na Bahia
Ministro pede que ANTT suspenda novas regras para frete mínimo
Bolsonaro afirma que não vai propor fim da multa de 40% do FGTS
Raquel Dodge se reúne com procuradores da Lava Jato
Bolsonaro participa de reunião do Conselho de Governo
"Brasil precisa de quimioterapia para que não pereça", diz Bolsonaro
Bolsonaro cogita indicar filho para ser embaixador nos EUA
Bancada da bala faz acordo para regras de policiais e Maia critica
Bolsonaro diz que indicará evangélico para Supremo Tribunal Federal
Procon Estadual autua supermercado por venda de produtos impróprios ao consumo
Moro vai tirar licença 'para tratar de assuntos particulares'
Câmara deve iniciar na 3ªfeira discussão sobre reforma da Previdência
Bolsonaro diz que governo fez sua parte na reforma da Previdência
Confira principais pontos do texto-base da reforma da Previdência
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.