Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
Publicidade
Publicações
07/10/2019 20:36
Pessoas físicas não poderão ter contas em dólar indiscriminadamente
Economia

Agência Brasil
Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Diretor do BC esclareceu que liberalização vai ser gradual

A liberalização cambial pretendida pelo Banco Central (BC) não contempla a abertura indiscriminada de contas em dólar por pessoas físicas, esclareceu hoje o diretor de Regulação do BC, Otavio Damaso. Segundo ele, somente algumas categorias de pessoas físicas, que lidam com moedas estrangeiras no dia a dia, serão beneficiadas.

Para Damaso, essas categorias de pessoas físicas podem trazer “eficiência” ao mercado de câmbio. Ele citou os exportadores como uma categoria que pode se beneficiar da autorização, no futuro. Entre as pessoas físicas, os diplomatas já contam com a possibilidade de terem contas em dólares.

Segundo o diretor do BC, a abertura cambial será feita de forma gradual e levará tempo. “O projeto [proposto pelo BC e anunciado hoje (7)] autoriza a ampliação [dos tipos de contas em dólar] dentro de um processo de médio e longo prazos, natural dentro da conversibilidade do real, um dos objetivos do projeto”, explicou.

Dólares-Moeda estrangeira

Somente algumas categorias de pessoas físicas que lidam com moedas estrangeiras no dia a dia serão beneficiadas pela liberalização cambial- Marcello Casal JrAgência Brasil

Damaso destacou que segmentos da economia, como empresas de petróleo e embaixadas de representação de outros países, são autorizados a operar contas em dólares no Brasil. Outras categorias que podem ter contas em moeda estrangeira no país são agentes autorizados a operar em câmbio, emissores de cartões de crédito de uso internacionais, prestadores de serviços turísticos e sociedades seguradoras.

A principal novidade do projeto, de acordo com Damaso, consiste em delegar ao BC a prerrogativa de definir quais categorias poderão ter contas em moeda estrangeira.

“No futuro, em algum momento, sob certas circunstâncias, [o projeto] pode ser estendido [a outros setores]. Ele replica basicamente o que está na legislação em vigor, delegando ao BC a prerrogativa de permitir que alguns segmentos, sob algumas características, possam ter conta em dólar”, disse.

Barateamento

Damaso anunciou que as novas regras cambiais deverão baratear o custo de envio de remessas de dólares ao exterior, atualmente estimado em torno de 5% do valor da operação. O BC também pretende permitir que empresas emprestem dólares a terceiros ou a subsidiárias no Brasil, com a condição de que sejam respeitadas regras prudenciais (para evitar a quebra da empresa).

Outra novidade trazida pela nova legislação, informou Damaso, será a ampliação dos pagamentos em real no exterior. Atualmente, somente algumas lojas em freeshops (lojas em aeroportos que não aplicam alguns impostos) ou de grandes cadeias aceitam receber em real, o que trava o custo da compra pela taxa de câmbio do dia, trazendo mais previsibilidade para pagar a fatura.

Tramitação

O projeto de lei começará a tramitar pela Câmara dos Deputados e depois vai para o Senado. Caso aprovado pelo Congresso Nacional, a nova legislação cambial será gradualmente regulamentada pelo BC e pelo Conselho Monetário Nacional. Conforme Damaso, o processo pode levar um ano (após a aprovação do projeto) até a implementação total das novas regras.


Edição: Denise Griesinger

Veja também:
China investe 555 bilhões de yuans no exterior até setembro, alta de 3,8%
Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
Mercado financeiro espera que 2019 termine com inflação em 3,42%
INSS concede menos da metade dos pedidos de aposentadoria em 2019
Dólar tem maior queda em 3 semanas e fecha cotado a R$ 4,13
Fundo deve fazer aporte de R$ 5 bilhões no agronegócio
Wall Street cai acentuadamente após nova contração na atividade industrial
Prazo de entrega da Declaração do ITR acaba hoje
Desembargador libera ida de Temer à Inglaterra para palestra
No Brasil, 76% das indústrias aplicam economia circular, diz pesquisa
Importações de carne suína pela China aumentam 76% com peste reduzindo oferta
Educação, Economia e Defesa vão receber 65% dos recursos desbloqueados
Bolsonaro quer investigar aumento abusivo em postos de combustível
IGP-M acumula taxa de inflação de 3,08% em 12 meses, diz FGV
Arábia Saudita anuncia compra de frutas, castanhas e ovos do Brasil
Receita paga nesta segunda 4º lote de restituição do IR 2019
Brasil e Argentina assinam acordo automotivo no âmbito do Mercosul
Dólar recua frente ao real atento a China e à espera de dados dos EUA
Ibovespa futuro opera em forte alta com otimismo sobre guerra comercial
China e EUA acertam encontro em outubro e índices disparam em Wall Street
Produção industrial recua pelo terceiro mês consecutivo, diz IBGE
Dólar abre em alta depois de em agosto registrar maior alta mensal em 4 anos
Taxa de desemprego no Brasil cai para 11,8% em julho, diz IBGE
Sindicato da Construção projeta retomada de até 40% dos projetos parados com nova linha da Caixa
Confiança da construção cresce 2,2 pontos em agosto, diz FGV
Atividade industrial segue estável na maior parte das empresas de Mato Grosso do Sul
Dólar supera R$ 4,12 e fecha no maior valor em quase um ano
Dólar volta a subir e fecha no maior valor em três meses Bolsa cai 1,18% em mais um dia de tensões no mercado
Dólar tem "respiro" nesta 3ª, mas sobe mais de 6% em agosto com incertezas externas
MP que muda Coaf para o Banco Central é publicada no Diário Oficial
Dólar fechou abaixo de R$ 4; bolsa cai para menos de 100 mil pontos
Longen prevê criação de mais empregos com aprovação da MP da Liberdade Econômica
Governo promove leilão de três áreas portuárias nesta terça-feira
Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país
Disputa comercial entre EUA e China respinga nos mercados de câmbio
Estados Unidos acusam a China de manipular moeda
Banco Central indica novo corte na taxa Selic
Nova moeda Libra respeitará regras de cada país, diz diretor da PayPal
Índice que mede confiança dos empresários sobe 0,9 ponto em julho
Taxa básica de juros será definida nesta semana
Dólar opera em baixa nesta quarta-feira, cotado a R$ 3,76
Governo estuda venda fracionada de gás de cozinha
Vai fazer compras? Dólar opera em alta nesta sexta-feira, chegando a R$ 3,73
Abono do PIS/Pasep começa a ser pago na próxima quinta-feira
China impulsiona emissão de títulos de governos locais a US$104 bi em junho para estimular economia
Consumidor poderá bloquear ligação de telemarketing a partir desta terça
Custo de habitação sobe mais que o dobro da inflação oficial nos 25 anos de Plano Real
Dólar opera em queda, abaixo de R$ 3,75, após aprovação de texto-base da reforma da Previdência
China diz que disputa comercial com EUA pode ser resolvida através de respeito mútuo
Cotação do dólar abre quinta em queda após aprovação de reforma
Carga tributária é empecilho para 39,23% dos pequenos e médios empresários
Inflação da construção civil é de 0,35% em junho
MS fecha mês de maio com saldo de 1.097 novas vagas com destaque para Serviços e Indústria
Guedes fala em redução de até 50% no preço do botijão de gás
Dólar fecha em R$ 3,82 e registra a menor cotação em três meses
Bolsa fecha pela primeira vez acima dos 100 mil pontos
Produtividade do trabalho no país recua 1,1% no primeiro trimestre
Indústria de calçados emprega 1,7 mil pessoas em MS, diz Fiems
Exportações da China crescem apesar de tarifas dos EUA, mas importações têm maior queda em 3 anos
Crescimento do PIB depende de reformas e não de truques, diz Guedes
CVM multa Eike Batista em R$ 536,5 milhões
Para Longen, destinação de 30% do FCO para obras estaduais prejudica setor industrial
Tempo de estudo de trabalhadores formais cresce 20% de 2003 a 2017
Dólar tem maior queda diária em quatro meses e fecha a R$ 4,04
Após bater 100 mil pontos, Bolsa desaba 10% e retoma níveis de 2018
Dólar supera R$ 4 e fecha no maior valor em oito meses
Processo de recuperação gradual da economia foi interrompido, diz BC
Transações bancárias feitas por celular aumentam 24%, diz Febraban
Produção industrial brasileira cai 1,3% de fevereiro para março
Brasil inicia exportação de carne de frango in natura para Índia
Receita já recebeu 23,9 milhões de declarações de Imposto de Renda
Carne brasileira pode ampliar espaço no mercado chinês, diz ministra
Bolsa fecha com queda de 1,98%; dólar tem alta de 0,83%
Teresa Cristina quer aumentar parcerias com países árabes
Aneel autoriza aumento nas contas de luz para MT, MS e interior de SP
Produção de aço sobe 2,3% em janeiro, mas a de laminados cai 3,1%
Minério de ferro tem 1ª perda semanal do ano na China
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.