Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
Publicidade
Publicações
29/10/2019 13:18
Cerco ao comando da Polícia Nacional na fronteira com o MS pela Senad e MP prende vários policiais
Polícia Nacional PY

Porã News


Ministério Público do Paraguai com apoio da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) desencadeou “Operação Norte”, na manhã de segunda-feira (28) visando a prisão de policiais envolvidos com o narcotrafico e o crime organizado na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

A operação coordenada pelo promotor de justiça Hugo Volpe culminou com a prisão de 21 policiais paraguaios no departamento (estado) de Amambay na fronteira com o Mato Grosso do Sul, onde supostamente estariam envolvidos na proteção a facção criminosa que atuam na região de fronteira.
A prisão de policiais foram iniciadas após a prisão do suposto narcotraficante brasileiro Levi Adriani Felicio, conhecido como ‘Irmão Levi, que era apontado, pelos serviços de inteligencia da policia paraguaia, como principal fornecedor de drogas e armas para as facções criminosas PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho), a quem os policiais investigados teriam dado cobertura e proteção na região de Amambay.
Na manha de segunda feira Foram presos Edelio Celso Loreiro Baez, Denis Manuel Caballero Verá, Nilson Cesar Salinas Saldivar, German Alberto Arevalos Villalba, Rutilio Ramon Benitez Ramirez, Victor Franco Fariña, Luis Carlos Capdevila Quevedo, Marcial Florentin Ramírez, Eligio Ramon Cabañas Olmedo, Gustavo Andrés Ortiz,  Arnaldo Rafael Acosta Cabral, Abelardo Ramon Acosta Cabral,  Miguel Ángel Medina Servín, Derlis Caballero Almiron,  Carlos Ramón Valdez,  Hugo Javier Frutos Villalba, Rene Alberto Aquino Girett, Fidelino Gustavo Servín Duarte,  Víctor Hugo Orué e Emigdio Martinez Machado.

Após sua prisão durante a Operação do Norte, Levi foi expulso do Paraguai para o Brasil no último dia 15 deste mês e levado em uma aeronave paraguaia até a fronteira com o Brasil, onde foi entregue à Polícia Federal na Ponte da Amizade. As autoridades brasileiras não informaram o local onde Levi se encontra preso.

Além de Levi, também foi preso o paraguaio Marcio Gayoso (27) vulgo “Candonga”, localizado em uma residencia na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, onde Marcio é tido, pelas autoridades paraguaias, como braço direito de Levi na logística com as organizações criminosas. “Realmente ele era quem movia tudo”, afirmou o promotor, informando da importância de Marcio na região.

Veja também:
Há um décimo homem a ser preso pela polícia envolvida na rede de tráfico de drogas
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.