Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
JORNALISMO
Publicidade
Publicações
12/11/2019 16:18
Governo tem esquema especial de segurança para receber Cúpula do Brics
Noticias

Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil  Brasília


Um esquema especial de segurança foi adotado para garantir a integridade dos participantes da 11ª Cúpula do Brics. O encontro será de quarta-feira (13) a quinta-feira (15) em Brasília e reunirá os presidentes da África do Sul, Cyril Ramaphosa, do Brasil, Jair Bolsonaro, da China, Xi Jinping, e da Rússia, Vladimir Putin, além do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Responsável por, entre outras funções, analisar riscos e prevenir a ocorrência de crises, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, disse hoje (12) que o aparato montado em toda a capital federal se assemelha aos esquemas já usados durante a Copa do Mundo de 2014 e na cerimônia de posse de Jair Bolsonaro.

Além dos chefes de Estado, as comitivas estrangeiras devem contar com ministros, empresários e outras autoridades. De acordo com Heleno, são esperados cerca de 200 representantes dos demais países do grupo. 

Ainda que a reunião de líderes, encontros bilaterais, almoços e demais agendas oficiais ocorram na área central de Brasília – principalmente no Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil - foi preciso pensar uma estratégia “discreta, que não crie constrangimentos, mas garanta a segurança”, conforme explicou o ministro em entrevista ao programa Revista Brasil, transmitido pela  Rádio Nacional, da  Empresa Brasil de Comunicação ( EBC).

“Não tenho grandes preocupações quanto ao êxito nesta área [segurança]. Pretendemos que a cúpula aconteça com muita calma e tranquilidade”, afirmou Heleno. “Mas a vinda [dos chefes de Estado] do Brics tem um componente de segurança bastante sensível. Receberemos quatro chefes de Estado, três deles com problemas sérios nos seus respectivos países, como ações terroristas e conflitos religiosos, e não podemos nos esquivar de colocar isto como uma das condicionantes [para a realização] da reunião”, comentou o ministro, garantindo que o esquema montado garantirá os participantes da cúpula uma "estada tranquila no Brasil". 

O ministro diz que sua pasta tem conhecimento muito grande na área de segurança, mas também conta com a parceria de alguns países visitantes. “Contamos com a ajuda dos países que trazem alguns equipamentos de segurança que se somam aos nossos. Claro, riscos há sempre, mas eles são mínimos quando você tem equipes competentes e levantamentos de inteligência detalhados que nos permitam antecipar qualquer fato”, afirmou Heleno.

Portaria

Uma portaria ministerial publicada hoje, no Diário Oficial da União, regula o uso das Forças Armadas para garantir a lei e a ordem no Distrito Federal. Assinada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, a Portaria nº 4.490 estabelece que as atividades deverão se ater às medidas necessárias à preservação da segurança dos participantes da cúpula e, ao mesmo tempo, evitar transtornos para a população.

Cabe ao Exército designar o comando da chamada Operação Brics 2019 e solicitar à Marinha e à Aeronáutica os recursos operacionais que julgar necessários. Já os recursos financeiros serão disponibilizados pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. A portaria também determina que a Aeronáutica realize o controle do espaço aéreo e estabeleça as medidas de defesa aeroespacial pertinentes. As restrições ao sobrevoo durante os dias 13 e 14 serão detalhadas esta tarde, pelo Comando de Operações Aeroespaciais (Comae).

Fluxo de passageiros

Administradora do Aeroporto de Brasília, a Inframerica teve que adotar procedimentos adicionais de segurança às vésperas do feriado da Proclamação da República. Embora o feriado caia na sexta-feira (15), a empresa estima que o maior fluxo de passageiros deverá ser registrado já na quinta-feira, quando cerca de 52 mil usuários do transporte aéreo devem passar pelo aeroporto. Com as medidas de defesa do espaço aéreo ainda em vigor, estão previstos 390 voos apenas para a sexta-feira. Durante os dois dias da Cúpula do Brics, tanto as equipes de segurança patrimonial, quanto as forças policiais e os órgãos de fiscalização que atuam no aeroporto serão reforçadas.

Esplanada dos Ministérios

Também devido à Cúpula, o Ministério da Economia decretou ponto facultativo de dois dias para os servidores públicos federais que trabalham na Esplanada dos Ministérios. Segundo o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, a suspensão do expediente na quarta-feira e na quinta-feira serve para diminuir a movimentação, facilitando o controle de pessoas nas imediações.

O Departamento de Trânsito (Detran-DF) interromperá o acesso de veículos à Esplanada dos Ministérios entre a 0h de quarta-feira e a meia-noite de quinta-feira, além de interdições pontuais em outros locais.

Temas da Cúpula

Presidida pelo Brasil, a reunião tem como lema “Crescimento Econômico para um Futuro Inovador”. Segundo o Itamaraty, serão discutidos, prioritariamente, temas relacionados à ciência, tecnologia e inovação, economia digital, saúde e combate à corrupção e ao terrorismo. Esta é a segunda vez que Brasília sedia a conferência – a primeira vez foi em 2010.

Juntos, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (cujas iniciais, em inglês, deram nome ao grupo) reúnem uma população de cerca de 3,1 bilhões de pessoas, o que equivale a aproximadamente 41% da população mundial, e responde por 18% do comércio mundial.

A Cúpula conta ainda com uma agenda paralela. Amanhã, por exemplo, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) realiza um fórum empresarial no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). Segundo a entidade, o evento deve receber 800 representantes de governo e do setor privado dos cinco países para debater três temas: comércio, infraestrutura e inovação.

Edição: Aline Leal

Veja também:
Confira a escala de plantão nas UPAs e CRSs médica desta terça-feira (10/12)
Com máxima de 32°C chuvas devem continuar nesta terça-feira em MS
Whatsapp é principal fonte de informação do brasileiro, diz pesquisa
Divulgada lista de concorrentes ao 2º Prêmio de Jornalismo do TJMS
Semana começa com céu encoberto e pancadas de chuva em grande parte do Estado
Fiscalização: Deputado do PT perde CNH em blitz na Capital
Presidente do TJMS participa de eventos da PF em Corumbá
Mega-Sena pode ter prêmio de R$ 3 milhões
Chuvas diminuem e sábado terá sol em grande parte de Mato Grosso do Sul
Detran leiloa quase 800 veículos, com lance inicial de R$ 300
Mulher atacada por búfalos selvagens no Pantanal é resgatada por helicóptero da Marinha em MS
Exportações do milho, aftosa e preço da carne bovina são destaques do MS no Campo
Fim de ano terá 450 policiais de setores administrativos reforçando segurança
Médicos reclamam de atraso no salário e cogitam parar na maternidade Cândido Mariano
Parceria do TJMS busca acordo entre empresas e consumidores
Sexta-feira com pancadas de chuva e máxima de 35°C
Empresariado de MS apoia projeto integral da reforma da previdência
Vício na construção do imóvel configura responsabilidade da construtora
Meteorologia indica céu encoberto e temperaturas em queda no Estado
Mega-Sena promete sortear prêmio de R$ 50 milhões nesta quarta
Exportações de carne bovina aumentam 24% em MS
Na nova Rua 14 de Julho,pedestres são prioridade
Poder Judiciário de MS comemorará 40 anos nesta quarta-feira
Confira a escala de plantão nas UPAs e CRSs médica desta quarta-feira (04/12)
TJMS é o primeiro Tribunal a fazer remessa automatizada ao STJ
Quarta-feira de céu encoberto e pancadas de chuva
Anvisa libera comercialização de remédios à base de maconha
Ônibus tomba e deixa feridos na BR-463
Em dez meses, número de mortos no trânsito cai 17% em Campo Grande
Terça-feira de tempo instável com máxima de 33°C no Estado
Inscrição para o Prêmio de Jornalismo do TJ termina na quarta-feira
Tribunal de Justiça abre concurso para cartórios
De arte-finalista a pizzaiollo, confira 595 vagas de emprego disponíveis no Estado
Primeira semana de dezembro será chuvosa em todo Estado
TJ inaugura CPE em Corumbá e apresenta novos projetos na comarca no dia 6
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 50 milhões
Sábado de tempo instável em Mato Grosso do Sul
Confira a escala de plantão nas UPAs e CRSs médica desta sábado (30/11)
Dia D da segunda etapa da campanha contra o sarampo acontece neste sábado (30/11)
Brasileiro participa da descoberta de nova espécie de réptil voador
Inauguração da 14 de Julho atrai milhares de campo-grandenses
Desembargadora perde Jeep apreendido com filho por tráfico
Corpo do apresentador Gugu é enterrado em São Paulo
Cortejo com o corpo de Gugu chega a cemitério em São Paulo
Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado de R$ 44 milhões
Com 260 espécies de animais, Aquário do Pantanal poderá ser local de pesquisa para Alemanha
Sexta será nublada com máxima de 38°C em MS
Em penúltimo júri, serial killer é condenado a 25 anos de reclusão
Lojas e shoppings abrem a partir da meia-noite na Black Friday; Confira
Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 44 milhões
Nova 14 de Julho não terá cobrança de estacionamento
Prazo para pagamento da 1ª parcela do 13º salário termina na sexta-feira
Loja deve indenizar clientes por vender cama com defeito
Corpo de Gugu Liberato chega ao Brasil para velório e sepultamento
Projeto de implantação da Lei de Liberdade Econômica no MS será lançado nesta quinta
Basta R$ 50,00 para você apadrinhar uma criança neste Natal
Mais de duzentas pessoas recebem os certificados dos cursos da Casa de Qualificação da Funtrab
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 38 milhões
TJMS divulga gabarito preliminar da prova de seleção de estagiários
TRF-4 julga nesta quarta-feira recurso de Lula no caso do sítio de Atibaia
Fundtur MS é finalista do Prêmio Nacional do Turismo em duas categorias
Sinjorgran reunirá comunicadores contra MP que revoga registro profissional
Candidata eliminada por motivação inadequada deve seguir em concurso
Meteorologia aponta início de chuvas significativas no Estado
Dólar sobe e chega a R$ 4,22 e fecha no maior valor desde criação do real
Prorrogadas inscrições para o 2º Prêmio de Jornalismo do TJMS
Políticos lamentam a morte de Gugu Liberato
São Paulo entra em estado de atenção para alagamentos
Polícia prende 18 em ação contra adulteração de combustível no Rio
Cineasta Fábio Barreto morre aos 62 anos no Rio
Amazônia: governadores tentam unificar dados para receber recursos
Enade: termina amanhã prazo para responder questionário
Lava Jato: PF faz operação no Rio contra lavagem de dinheiro
Mega-Sena pode pagar hoje R$ 10,5 milhões
SP vai apurar responsáveis por queda de passarela na Marginal Tietê
Passarela cai e bloqueia Marginal Tietê no sentido interior
Pela primeira vez, negros são maioria no ensino superior público
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 6,5 milhões
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.