Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
JORNALISMO
HOMENAGEM
SANTOS
CORONAVÍRUS
Publicidade
Publicações
23/12/2019 12:45
Reforma da Previdência já foi aprovada em nove estados
Economia

Agência Brasil
Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Outras unidades da federação também estudam mudanças

A proposta da emenda constitucional que permite estados, Distrito Federal e municípios adotarem regimes próprios de previdência social, com as mesmas regras da União, só começará a ser apreciada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados após o recesso parlamentar. A chamada PEC Paralela (PEC nº 133) foi aprovada em novembro no Senado Federal.

Na última quarta-feira (18), o presidente da CCJ, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), designou a si mesmo como relator para avaliar a constitucionalidade da medida. A expectativa de analistas ouvidos pela Agência Brasil é de que a PEC seja aprovada em fevereiro na CCJ, siga para análise e aprovação em comissão especial em março e abril, e finalmente vá para votação (em 1º turno) no Plenário em maio.

O provável cronograma quase se sobrepõe ao prazo previsto na Portaria nº 1.348 da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, que estabeleceu 31 de julho do próximo ano como prazo final para estados e municípios fazerem adequações aos seus sistemas previdenciários, em linha com a reforma da Previdência que o Congresso Nacional promulgou.

Mudanças nos estados

Enquanto correm os dois prazos, alguns estados já iniciaram mudanças nos regimes previdenciários dos seus servidores públicos. Levantamento feito pela Agência Brasil indica que proposições que alteram a legislação previdenciária foram aprovadas em nove estados Acre, Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Sul.

No Paraná, um projeto apresentado pelo Executivo já virou lei e o segundo aguarda votação final. Em Goiás e no Pará, as propostas foram aprovadas em primeiro turno. No Ceará, no Mato Grosso e em Sergipe, os respectivos projetos foram aprovados nas comissões de Constituição e Justiça.

Nos estados da Bahia, Paraíba, Roraima, Santa Catarina e São Paulo projetos de lei ou emendas constitucionais estão em discussão em diferentes comissões das assembleias legislativas. Em Minas Gerais, no Rio Grande do Norte e em Rondônia, as propostas de alteração da previdência dos servidores estão em elaboração no Executivo.

A reportagem não localizou informação sobre tramitação de propostas nos legislativos do Amapá, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Tocantins.

Situação fiscal

A situação de tramitação das reformas da Previdência não guarda relação com a situação fiscal e previdenciária dos estados, essa o principal fator de déficit orçamentário. De acordo com o estudo “Indicadores de Situação das Previdências Estaduais”, elaborado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal.

Conforme ranking geral do IFI, os estados em melhor situação estão nas regiões Norte e Centro-Oeste. Já os estados do Nordeste, Sul e Sudeste estão nas piores posições. Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul estão nas quatro últimas posições do ranking. A Secretaria do Tesouro Nacional atribuiu letra “D” às finanças públicas fluminense e gaúcha na última edição do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais.

O estudo assinala a dificuldade dos estados de lidarem com elevado nível de endividamento e com comprometimento relativamente elevado com gasto de pessoal ativo e inativo. Para Josué Pellegrini, analista da IFI e consultor legislativo do Senado, “a reforma da Previdência nos estados é questão central. Não dá para os governadores ficarem apostando em uma tramitação que está em Brasília e pode não acontecer”.

Com as eleições municipais previstas para 4 de outubro, os parlamentares federais podem adiar a votação das pautas mais polêmicas, alerta Antônio Augusto de Queiroz, do Departamento Intersindical de Assuntos Parlamentares (Diap). “Eles terão cautela maior ainda que tiveram no momento que decidiram excluir os servidores para expor os vereadores e os deputados estaduais”.

O comportamento dos parlamentares, tanto no Legislativo Federal quanto nos legislativos estaduais, é influenciado pelo posicionamento do Executivo estadual lembra o economista José Márcio Camargo. “Uma parte dos governadores tem atitude um tanto populista em relação a esses problemas. Na reforma da Previdência federal, alguns governadores adotaram uma postura de que alguns estados não precisavam da reforma e que eram contra. E os deputados reagiram e tiraram os estados da reforma.”

A pesquisadora Mônica Mora, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) reconhece que a tomada de decisão sobre Previdência Social é extremamente difícil, mas pondera que as alterações trazem consequências imediatas no atendimento à população nos estados.

“Quando a gente fala em reforma da Previdência, a gente está falando por exemplo sobre até quando um policial militar pode ficar nas ruas, até quando uma professora primária pode ficar em sala de aula. Estamos nos referindo a setores que desempenham papeis específicos na prestação de serviços”, lembra.


Edição: Bruna Saniele

Veja também:
Venda de máquinas agrícolas e rodoviárias sobe em março, diz Anfavea
Dólar sobe ante real em meio a cautela global e questões políticas internas
Bolsa fecha em alta pelo 2ª dia seguido; dólar cai a R$ 5,03
Aneel agenda reunião extraordinária sobre medidas devido ao coronavírus
Ibovespa segue exterior e opera em forte alta
Índices da China fecham no menor nível em 13 meses devido coronavírus
Filipinas é 1º país a fechar Bolsa por tempo indeterminado para combater coronavírus
Banco do Brasil inaugura primeira usina própria de energia solar
Índices da China tombam com mercados globais após EUA suspenderem viagens da Europa
Dólar fecha em 2ª maior cotação da história com disparada do risco externo por coronavírus
Bolsa aciona circuit breaker após Ibovespa cair mais de 10%
Bolsa cai 12%, e dólar fecha em R$ 4,72 em dia de pânico global
Licenciamento de veículos novos recua 1% no primeiro bimestre
Índices da China fecham em alta após corte de juros do Fed alimentar expectativa de estímulo
Começam hoje audiências presenciais para concessões de aeroportos
Índices da China sobem com menor número de mortos por coronavírus
Aço e minério de ferro recuam na China com aumento de temores sobre pandemia
EUA encerram embargo a carne bovina in natura do Brasil
Confiança da construção cai 1,4 ponto em fevereiro
Produção brasileira de óleo e gás supera 4 milhões de barris por dia
Dólar sobe ante real acompanhando exterior em meio a temores sobre impacto de vírus
Presidente do BC do Japão sinaliza mais afrouxamento se impacto de vírus piorar--Sankei
Dólar sobe ante real de olho em dia de liquidez reduzida por feriado nos EUA
Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
Receita paga hoje restituição do lote residual do IRPF de 2008 a 2019
CNI reitera críticas a tabelamento de fretes rodoviários
Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
Caixa inicia hoje pagamento do PIS para nascidos em março e abril
Dólar opera em alta após novo recorde na véspera
Brasil e Paraguai assinam acordo de livre comércio automotivo
Dólar amplia queda ante real com melhor apetite por risco no exterior
Equipe econômica vê 'riscos fiscais' com retomada da economia
Petrobras: coronavírus afeta preço de produtos e não vendas da estatal
Dólar escala a R$4,32, bate novo recorde histórico e fecha 6ª semana consecutiva de ganhos
Ministério aprova e indústria de plástico biodegradável vai ativar ZPE de Bataguassu
Ibovespa recua nos primeiros negócios com manutenção de receios relacionados a coronavírus
Índice Nikkei fecha em alta mas registra pior semana em 6 meses por coronavírus
Dólar encosta em R$ 4,26 e fecha no maior nível desde criação do real
Confiança do empresário de serviços cai 0,1 ponto em janeiro
Juros do cheque especial caem e do cartão de crédito sobem em dezembro
BC reteve 440 mil cédulas falsas de real em 2019, o equivalente a R$ 27,7 milhões
Dólar ultrapassa R$ 4,20 e fecha no maior valor do ano
Apreensões da Receita chegam a R$ 3,26 bi em 2019 e batem recorde
Confiança do empresário do comércio tem melhor janeiro desde 2013
Dólar ultrapassa R$ 4,18 e fecha no maior valor em 40 dias
Valor da produção agropecuária de 2019 atinge recorde de R$ 630,9 bi
Construção civil deve crescer 3% e gerar 150 mil empregos em 2020
Médias empresas concluem migração para eSocial
Termina consulta sobre regras de geração distribuída de energia
Ibovespa fecha acima dos 117 mil pontos pela primeira vez
Impostômetro atinge marca de R$ 2,4 trilhões e já supera valor de 2018
Exportações dos EUA à China vão dobrar sob "fase um" de acordo, diz Kudlow
Dólar cai 1% ante real e bate mínimas desde novembro em dia positivo para ativos brasileiros
Consumidor deve ter mais gastos com ceia de Natal em São Paulo
Dólar volta a subir e fecha novembro com valorização de 5,77%
Wall St fecha em queda sob peso de tensões comerciais EUA-China; varejo também pressiona
Preços na indústria extrativa e de transformação sobem 3,65% no ano
Comércio pode faturar R$ 3 bilhões com vendas para a Black Friday
Petrobras reajusta gasolina em 2,8% nas refinarias
Dólar ultrapassa R$ 4,18, segundo maior valor desde criação do real
Mercado financeiro eleva estimativa de inflação de 3,29% para 3,31%
Leilão da folha do INSS gera arrecadação e aumenta bancos pagadores
Governo espera criar 4 milhões de vagas com programa de emprego
Seis em cada 10 empresários querem investir, mostra pesquisa do Sebrae
Brasileiros pagam R$ 2,1 trilhões de impostos em 2019
Copom espera crescimento da economia brasileira no terceiro trimestre
Celulose, soja e carne bovina puxam exportações de MS, com o acumulado chegando a US$ 4,8 milhões em 2019
Dólar fecha em R$ 3,987, e bolsa volta a bater recorde
Relator prevê injeção de mais R$ 3 bi na economia com ampliação do saque do FGTS
Agências da Caixa abrem neste sábado para pagamento do FGTS
Dólar volta a cair e aproxima-se de R$ 4
China investe 555 bilhões de yuans no exterior até setembro, alta de 3,8%
Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
Pessoas físicas não poderão ter contas em dólar indiscriminadamente
Mercado financeiro espera que 2019 termine com inflação em 3,42%
INSS concede menos da metade dos pedidos de aposentadoria em 2019
Dólar tem maior queda em 3 semanas e fecha cotado a R$ 4,13
Fundo deve fazer aporte de R$ 5 bilhões no agronegócio
Wall Street cai acentuadamente após nova contração na atividade industrial
Prazo de entrega da Declaração do ITR acaba hoje
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.