Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
JORNALISMO
Publicidade
Publicações
24/01/2020 16:28
FCO inicia operações de 2020 e Conselho aprova R$ 185 milhões em empreendimentos para MS
Política

Portal do MS
Marcelo Armôa

  

Campo Grande (MS) – Já estão abertas as operações do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) para 2020. Neste ano, Mato Grosso do Sul dispõe de R$ 2,011 bilhões, sendo R$ 1 bilhão para empreendimentos do setor Rural e R$ 1 bilhão para o Empresarial.

Na manhã de quinta-feira (23) o CEIF/FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO) reuniu-se na Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) para adequação da regulamentação do Conselho às normas nacionais e já aprovou 50 cartas-consulta que somam R$ 19 milhões em empreendimentos do setor Empresarial e R$ 166 milhões do setor Rural. Neste último segmento, destacam-se projetos na área de floresta de eucalipto, aquisição de máquinas e suinocultura.

“O FCO é um instrumento fundamental para a política de desenvolvimento do Governo do Estado. O volume de projetos apresentados nesta primeira reunião do CEIF demonstra o nível de confiança do empreendedor na economia de Mato Grosso do Sul e sinaliza uma aceleração no ritmo de contratações que pode antecipar nossa meta de atingir 100% do recurso destinado ao Estado”, comentou o secretário Jaime Verruck, que também preside o CEIF/FCO.

Dos R$ 2,011 bilhões disponíveis no FCO para Mato Grosso do Sul, o Banco do Brasil é responsável pela liberação de R$ 1,7 bilhão. Outros R$ 211 milhões estão destinados para serem operados por cooperativas crédito e mais R$ 100 milhões pelo BRDE. “No caso do recurso para as cooperativas de crédito, aguarda-se a normatização desse procedimento no âmbito do Condel. Caso isso não aconteça, o BB também passa a operar esse montante”, informou Jaime Verruck.

O superintendente do Banco do Brasil, Sandro Jacobsen, ao lado do secretário Jaime Verruck e do governador Reinaldo Azmabuja, na Showtec

De acordo com o superintendente do Banco do Brasil, Sandro Jacobsen Grando, “em 2019 aplicamos 100% do recurso do FCO disponível para Mato Grosso do Sul e atingimos todos os 79 municípios. Para 2020 a meta é novamente aplicar a totalidade do recurso e atender 100% dos municípios, por isso já iniciamos as operações no banco”.

“Também é importante lembrar que no ano passado, 86% das operações do FCO Empresarial foram realizadas por micro e pequenas empresas. Isso é fundamental para a economia do Estado e vamos continuar fomentando esse setor”, acrescentou o titular da Semagro.

Regulamentação do FCO para 2020

Para o ano de 2020, o CEIF/FCO manteve a regra para apresentações de projetos. Todas as operações de até R$ 500 mil reais podem ser feitas diretamente no banco. Operações acima desse valor devem passa pela aprovação do Conselho. “A regulamentação foi adequada à norma nacional, com apenas alguns ajustes. Havia uma previsão legal de que até 50% dos recursos disponíveis em cada linha poderia ser usado para capital de giro e custeio. Nós reduzimos esse percentual para 40%, pois entendemos que a lógica do Fundo é o financiamento de novos investimentos”, pontuou Jaime Verruck.

Outro ponto destacado na regulamentação é com relação à aquisição de caminhões. “Já estávamos com restrição no âmbito do CEIF, mas agora temos uma norma nacional. Até o ano passado, era possível financiar a compra de até três caminhões, por produtor rural. Agora, só pode um, pois existem outras linhas no mercado disponíveis para essa finalidade”, ponderou o secretário.

O CEIF/FCO é o órgão colegiado de deliberação coletiva, vinculado à Semagro, responsável por gerir os recursos da linha de financiamento. O Conselho é presidido pelo secretário da Semagro e integrado por representantes das Secretarias de Infraestrutura (Seinfra), de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), dos órgãos vinculados à Semagro: Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e Imasul (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul); das federações de Agricultura, Indústria e Comércio; do Sebrae e da Federação de Trabalhadores Rurais (Fettar/MS).

A regulamentação do FCO para 2020, aprovada pelas entidades integrantes do CEIF, deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial do Estado.

Marcelo Armôa, Assessoria de Comunicação da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Foto: Divulgação

Veja também:
Comitê Internacional contra dengue debate ações em Ponta Porã
Bolsonaro autoriza envio das Forças Armadas para o Ceará
Aliados em 2018, DEM e PSDB defendem interesses próprios
Em carta, governadores pedem diálogo e convidam Bolsonaro para reunião
Encontro acontece nesta terça-feira na Câmara de Campo Grande
Mandetta vai organizar DEM em Campo Grande e não descarta candidatura a prefeito
Governo vai distribuir mais de 1 milhão de camisinhas no Carnaval de MS
Programa inovador de MS será replicado em outros estados, diz Toffoli
Nomeações de Braga Netto e Onyx Lorenzoni são publicadas no DO
Partidos começam a indicar nomes para comissão da reforma tributária
Bolsonaro anuncia trocas na Casa Civil e no Ministério da Cidadania
Moro volta a defender prisão após condenação em segunda instância
Ex-presidente da Cedae não responde a deputados na Alerj
Governo assina termo de compromisso ao Programa de Liberdade Econômica
Alcolumbre define esta semana relator sobre cassação de juíza Selma
Gleisi Hoffmann nega que PT autorizou alianças com PSDB e DEM
MDB escolhe Márcio Fernandes para disputar prefeitura de Campo Grande
Base Aérea de Anápolis está pronta para receber repatriados
Simone quer recurso de fundos públicos destinados à segurança na fronteira
Apenas ministros titulares podem utilizar avião da FAB, diz Bolsonaro
Bancada com 79% de verba pública, Santa Casa faz evento com pré-candidato a prefeito
Governador aprova medidas que fortalecem cursos de Medicina e pós-graduação da UEMS
Bolsonaro diz que país terá fábrica israelense que extrai água do ar
Após recesso, governador e prefeito abrem ano legislativo da Alems e Câmara
Partido de Bolsonaro tem 75% das assinaturas necessárias em MS
Vereador de Ponta Porã divulga balanço das ações em favor da população
Bolsonaro passa por vasectomia em hospital militar de Brasília
Bolsonaro vai sobrevoar áreas atingidas pelas chuvas em MG
Odilon recua e diz que em 2022 deve se candidatar ao governo
Atriz Regina Duarte aceita comandar Secretaria da Cultura
Brasil e Índia terão parceria para a produção animal
PSD aposta em 7 frentes para reeleger Marquinhos e aumentar representatividade
Mourão diz que governo pode convocar militares e ceder ao INSS
Indústria chinesa inicia operação em outubro e vai gerar 300 empregos em Maracaju
Bolsonaro embarca hoje para visita oficial à Índia
Secretários de Segurança Pública pedem ministério exclusivo para área
Oito deputados estaduais podem disputar prefeituras em Campo Grande e Dourados
Reinaldo Azambuja participa da abertura do Showtec nesta quarta-feira
Sob boato de expulsão, Rose Modesto procura executiva do PSDB
Vereador paga R$ 15 mil de multa para se livrar de processo por funcionária fantasma
Reinaldo Azambuja estende prazo de regra previdenciária para PM e Bombeiros
Com Nota MS Premiada, Governo quer combater sonegação fiscal e não saber quanto o consumidor gasta
Bolsonaro diz que Congresso vai “sepultar” taxação de energia solar
Verão no parque e um evento da família fronteiriça diz prefeito de Ponta Porã
Implementar juiz de garantias é difícil, diz Bolsonaro
Bolsonaro chega a Brasília, onde passará o réveillon
Ministro anuncia que próximo grande desafio do governo é reforma tributáriaTV Brasil
Bancada federal de MS gasta R$ 15 milhões em dez meses
Presidente sanciona alteração na Lei Kandir
Bolsonaro sanciona, com vetos, Lei Geral de Informática
Bolsonaro vai a lotérica apostar na Mega da Virada
Presidente Jair Bolsonaro tem alta em Brasília
“O Brasil está sendo tirado da UTI”, diz general Augusto Heleno
Presidente critica vazamento de informações do Ministério Público
Empresários de MS já podem aderir ao novo Refis do Governo do Estado
Reforma tributária terá prioridade na Câmara em 2020, diz Rodrigo Maia
Vereadores priorizam projetos do Executivo para última sessão
Congresso vai criar comissão especial para discutir reforma tributária
Reinaldo Azambuja sanciona lei que cria “Nota MS Premiada”; programa fiscal dará prêmios ao consumidor
Quatro deputados votam por fundo de R$ 2 bilhões
Eduardo Bolsonaro é reconduzido à liderança do PSL na Câmara
Bolsonaro comanda reunião da cúpula de governo
Assembleia deixa 25 projetos para serem votados em 2020
Com estimativa de R$ 2 bilhões, planejamento 2020-2022 foi construído com prefeitos, vereadores e deputados
Senado vota transferência do Coaf para o BC amanhã (17/12)
Bolsonaro critica TV Escola e chama Paulo Freire de 'energúmeno'
Bolsonaro cumprimenta premiê britânico pela vitória nas urnas
Vía emenda deputado beneficia GCFRON de Ponta Porã
Moro discutirá com Bolsonaro vetos a partes do projeto anticrime
Moro fala para presidente da OAB abandonar 'postura de militante'
Reinaldo Azambuja participa de comemoração do aniversário de Jaraguari e inauguração de Cidade Solar
Reunião em Assunção debate viabilidade de Porto Seco na fronteira Ponta Porã/Pedro Juan
Deputados temem influência de projetos polêmicos nas eleições
Leilão da MS-306 mostra confiança do capital privado no Estado, destaca Reinaldo Azambuja
Governo paraguaio licita projeto para a construção da ponte sobre o Rio Paraguai
Moro comemora aprovação do pacote anticrime na Câmara
Câmara aprova regime de urgência para projeto do pacote anticrime
CCJ do Senado contraria acordo e pauta votação de segunda instância
Brasil e Paraguai devem assinar acordo automotivo
“Revogação da redução do pedágio é injusta”, lamenta Barbosinha
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.