Um site a serviço do Estado - Ano VII - Campo Grande - Mato Grosso do Sul
Canais: 
Busca rápida
Cadernos
CAPA
CLÍNICAS MÉDICAS
COMPRAS - PEDRO JUAN - PARAGUAY
ARTIGOS
SAIBA AONDE SABOREAR AS DELÍCIAS DA CAPITAL
POLÍTICA
CONSTRUÇÃO CIVIL NA CAPITAL
NOTÍCIAS/INTERNET/TEC
MUNDO
TELEFONES ÚTEIS
HISTÓRIA DA PIZZA
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
BRASIL
NOTICIAS
POLICIA
FALE CONOSCO
MENSALÃO
ESPORTE NEWS
MOMENTO DE REFLEXÃO
SALMO 23 - 25
NOTA ZERO
NOTA 10
SAÚDE
GUIA DO COMÉRCIO DE CAMPO GRANDE
RIO DE JANEIRO
HOTELARIA
JUSTIÇA
ECONOMIA
HORA DO RISO/PIADAS
TRAGÉDIA
FISCALIZAÇÃO PMR
EDUCAÇÃO
OPERAÇÃO LAVA JATO
OPERAÇÃO NOTA ZERO
LAMA ASFÁLTICA
GAECO
SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA FEDERAL
OPERAÇÃO RIQUIXÁ
GGIFRON
JORNALISMO
Publicidade
Publicações
13/02/2020 10:22
Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?
Internacional

 RTP (emissora pública de televisão de Portugal)


Mudança na metodologia do diagnóstico explica aumento dos números
É uma subida dramática e inédita no número de vítimas mortais e casos registados desde o início do surto na província de Hubei. As autoridades de saúde locais explicam que estes números elevados surgem devido a uma “definição mais ampla” da infecção, com mudanças nomeadamente na forma de diagnóstico.

Na quarta-feira, a Organização Mundial de Saúde (OMS) tinha mencionado que o número de infecções na China estava a estabilizar, mas que era ainda cedo demais para apurar se a epidemia estaria a abrandar.

Mas se antes o número de casos e vítimas mortais era calculado tendo em conta apenas os casos confirmados com os kits de diagnóstico, com os testes padrão de ácido ribonucleico (RNA), agora passa a ser suficiente um diagnóstico do vírus através de uma tomografia computadorizada (TAC) aos pulmões.

Estes casos “clinicamente diagnosticados”, que são confirmados apenas por tomografia computadorizada, não constavam em contabilizações anteriores.

Das 242 mortes registadas em Wuhan, 135 foram contabilizadas segundo a nova metodologia. Em relação aos novos casos, dos 18.840 que foram registados nas últimas horas, 13.332 foram diagnosticados segundo os novos critérios.

A Comissão Provincial de Saúde de Hubei explicou que as mudanças ao nível de diagnóstico vão permitir um tratamento mais rápido. Mas a nova metodologia poderá também por em causa a credibilidade dos números apresentados ao longo das últimas semanas e amplificar as críticas que estão a ser apontadas à China.

O país tem sido acusado de limitar informações e esconder a dimensão completa do surto, sobretudo após a morte de um médico oftalmologista que denunciou o início da epidemia, o que lhe valeu uma repreensão da polícia.

"Do ponto de vista da transparência médica, esta medida é positiva, mas vem levantar novas questões. Qual é que foi a taxa real de infeção desde o início de janeiro? As outras cidades e províncias também vão rever os números apresentados? (...) Suspeito que muitos na China vão olhar para isto como uma nova razão para não acreditar no governo", diz Sam Crane, professor de política e filosofia chinesa, ao jornal The Guardian.

David Heymann, professor de Epidemiologia de Doenças Infeciosas na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, esclarece, em declarações à BBC, que a China veio alterar a própria definição de doença.

“As mortes são preocupantes e há de fato um aumento no número de mortes registadas, mas se olharmos para a totalidade do número de mortes e de casos, a taxa de mortalidade continua a ser o mesmo que tem sido”, acrescentou.

A mudança no método de diagnóstico poderá também ter origem num problema prático: nas últimas semanas, os profissionais de saúde da província no epicentro do surto do novo coronavírus têm denunciado a escassez de kits de diagnóstico através dos testes padrão.

Esta carência material tem impedido o acesso de vários doentes aos tratamentos e os responsáveis de saúde já tinham apelado às autoridades para que os parâmetros de diagnóstico do vírus fossem alargados de forma a diagnosticar e tratar mais pacientes.

Outro problema com os testes estava relacionado com a morosidade do processo de identificação do vírus. Os testes padrão de RNA poderiam demorar vários dias a chegar a um diagnóstico, enquanto a tomografia computadorizada pode mostrar mais rapidamente infecções nos pulmões.

Em declarações à agência Reuters, Qi Xiaolong, professor de Medicina em Gansu, China, considera que a mudança de metodologia a nível local poderá ajudar a uma deteção consequentemente isolamento mais rápido e efetivo, não só devido à falta de kits e de pessoal médico para realizar os testes, mas também por possíveis erros de diagnóstico nas amostras recolhidas para análise.

"Uma pessoa que tenha acusado negativo nos testes pode ser uma fonte de infeção para uma comunidade", apontou. 

* RTP é a emissora pública de televisão de Portugal

Fonte:Agência Brasil

Veja também:
Tiroteios em bares na Alemanha deixam pelo menos 8 mortos
China revoga licença de jornalistas do 'The Wall Street Journal'
China tem 1.770 mortes por coronavírus; escolas continuam fechadas
Registrada na França a primeira morte na Europa pelo novo coronavírus
Sobem para 44 novos casos de coronavírus a bordo de cruzeiro no Japão
Coronavírus: cientistas britânicos começam a testar vacina em ratos
Narcotraficante mais procurado da Holanda é preso na Colômbia
Filme sul-coreano Parasita faz história e ganha o Oscar 2020
China destinou mais de US$10 bilhões para combater coronavírus
Polícia tailandesa controla centro comercial onde se escondeu atirador
Trump despede embaixador na UE e assessor do Conselho de Segurança
Brasileiros deportados relatam humilhação e maus tratos nos EUA
Pelo menos 12 pessoas morrem em tiroteio na Tailândia
Sobe para 61 número de casos de coronavírus em navio atracado no Japão
Número de mortos por coronavírus sobe para 563 na China
Avião derrapa ao pousar e se parte em três pedaços na Turquia
Mortes por coronavírus passam de 400 na China
Número de mortes pelo coronavírus ultrapassa 300 na China
Coronavírus mata 259 pessoas na China que anuncia 11.791 infectados
“Brasileiros não estão em prisão domiciliar”, garante diplomata chinês
Após 47 anos de aliança, Reino Unido deixa União Europeia
China tem mais de 200 mortos em consequência do coronavírus
Ex-senadora colombiana é levada para Caracas após ser presa
China informa que número de mortos pelo coronavírus subiu para 170
Número de mortos em terremoto na Turquia aumenta para 29
"Antissemitismo é uma enfermidade mortal", diz presidente de Israel
Presidente do Paraguai esta internado com dengue deve receberr alta em 48 horas
Avião que apagava incêndio na Austrália cai e mata três bombeiros
DAVOS-Estude economia, Greta, depois conversamos, diz secretário do Tesouro dos EUA
Trump diz que alta de juros pelo Fed foi um erro, segundo CNBC
China: novo coronavírus provocou 9 mortes e 440 estão infectados
Moro: Se fugitivos do PCC voltarem ao Brasil, irão para prisão federal
China constata mais 17 casos de pneumonia viral
Eles encontram três veículos queimados no lado brasileiro
Cerca de 90 membros do PCC escaparam da prisão de Pedro Juan Caballero
Aiatolá Khamenei apela à unidade no Irã após desastre aéreo
Senado inicia julgamento de impeachment de Trump
Polícia de Hong Kong desarma bomba e prende 4 suspeitos
França, Alemanha e Reino Unido pressionam Irã a cumprir acordo nuclear
Trump pede a líderes iranianos que "não matem manifestantes"
Embaixador do Reino Unido é detido durante protesto no Irã
Presidentes da Ucrânia e do Irã conversam por telefone neste sábado
Presidente do Irã diz que queda de Boeing 737 foi ‘erro imperdoável’
O presidente do Irã, Hassan RouhaniTelevisão Nacional Iraniana
Deputados britânicos aprovam saída da União Europeia
Aumentam reações internacionais ao clima de tensão entre EUA e Irã
Em nota, Irã reitera que ataque foi retaliação à morte de Soleimani
Avião ucraniano cai em Teerã; não há sobreviventes
Bases que abrigam tropas dos EUA são atacadas no Iraque; Irã assume responsabilidade
Juan Guaidó afirma que presidirá sessão na Assembleia Nacional
Pelo menos 40 pessoas morreram pisoteadas e 213 estão feridas após uma
Unesco adverte EUA para não ameaçar patrimônio cultural do Irã
Acidente com ônibus mata 16 pessoas no Peru
Guaidó repudia vitória de Luis Parra como líder do Parlamento
Jornal turco diz que Ghosn fugiu em caixa de equipamento de som
Milhares de pessoas participam do funeral de general iraniano
Trump diz que morte de general foi para parar uma guerra, não começar
Ataque dos EUA ao Irã gera tensão entre líderes mundiais
Indonésia eleva para 43 número de mortos em inundações na capital
Presidente do Irã promete vingança por ataque dos EUA contra general
Helicóptero militar de Taiwan cai causando oito mortes
Promotores realizam buscas na residência de Carlos Ghosn
Austrália: sobe para 16 número de mortos em incêndios
Total de tufões no Japão em 2019 supera o de anos anteriores
Cerca de 90 pessoas morrem em atentado na Somália
Resgate encontra seis corpos após queda de helicóptero no Havaí
Estado Islâmico executa mais 11 cristãos na Nigéria
Avião cai no Cazaquistão e mata pelo menos 15 pessoas
Fogo destrói 120 casas em Valparaíso, no Chile
Acidente com 69 veículos deixa pelo menos 51 feridos na Virgínia (EUA)
Austrália tem novo recorde de calor, com média de 41,9 graus
Bolívia desmantela 4 laboratórios de cocaína que seria enviada ao Brasil
Ex-presidente do Paquistão é condenado à morte
Japão testa drone capaz de transportar cargas pesadas
Corpos de vítimas de acidente aéreo são encontrados no mar
Embaixadora dos EUA adverte Coreia do Norte para que cesse provocações
Atividade do vulcão Whakaari paralisa buscas na Nova Zelândia
Hamilton Mourão participa da posse de Alberto Fernández
Pesquisa Google
Pesquisa Google
Previsão do tempo
Publicidade
<
Copyright 2006 - 2019 JDCNotíciasMS. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte.